Cai aprovação de Lula entre pobre e nordestino, diz Datafolha

Pesquisa elaborada pelo Instituto Datafolha aponta uma redução no índice ótimo/bom no desempenho do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na opinião dos cidadãos brasileiros. A maior queda, de 52% para 48%, foi entre as faixas que mais apóiam o presidente e que garantiram sua reeleição em 2006 - habitantes nas regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste, os menos escolarizados e os mais pobres.Esta faixa da população, justamente onde caiu o nível de aceitação de Lula, é a mais fortemente atendida pelos programas sociais e beneficiada pela melhora da distribuição de renda, Lula ainda continua mais bem avaliado do que na média do país, mesmo existindo traços concretos da queda na avaliação de seu governo.O maior baque na popularidade do presidente ocorreu no Nordeste, onde a taxa de ótimo/bom de Lula caiu de 68% para 59%. No Norte/Centro-Oeste, a queda foi de seis pontos, de 55% para 49%. No Sul, que sempre foi mais rigorosa com o presidente, houve nova queda - de cinco pontos, para 36%. O Sudeste ficou estável.O mesmo ocorreu entre os entrevistados mais pobres, com renda familiar mensal até cinco salários mínimos. Entre os componentes desta faixa salarial, a avaliação positiva de Lula caiu cinco pontos, para 50%. No tocante à escolaridade, Lula perdeu quatro pontos entre os que têm só até o ensino fundamental (foi para 54%) e seis pontos entre os que foram até o ensino médio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.