Cai apoio à reforma agrária e cresce rejeição às invasões

A pesquisa CNT/Sensus mostra que houve uma queda do apoio da população à reforma agrária. Segundo a pesquisa, 68,6% dos entrevistados apóiam que a reforma seja feita de alguma forma (utilizando terras desocupadas do Estado ou terras improdutivas já desapropriadas ou terras improdutivas a desapropriar ou terras produtivas com pagamento de indenização). O grupo contra a reforma agrária totalizou 18,7%. De acordo com a pesquisa, a última vez que essa pergunta foi feita foi em agosto de 2003, quando o grupo contra a reforma representou 13,8% e o grupo a favor somava 78,8%.A pesquisa de abril mostra que cresceu de agosto de 2003 para cá o grupo contrário à invasão de terras, de 73,7% para 75,4%. "Por causa das recentes invasões, decresceu o apoio à reforma agrária. A pesquisa mostra que a população apóia a reforma, mas não apóia as invasões", afirmou o diretor do Instituto Sensus, Ricardo Guedes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.