'Café com o Presidente' sai do ar até fim da campanha

O programa semanal "Café com o Presidente" vai ficar fora do ar até o final da campanha eleitoral. A decisão foi tomada depois da pressão contra o Palácio do Planalto por parte da coligação liderada pelo PSDB. O anúncio da suspensão do programa foi feita ontem, em sessão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pela advogada Hélia Betero, da Advocacia Geral da União (AGU).

MARIÂNGELA GALLUCCI, Agência Estado

19 de agosto de 2010 | 23h27

Hélia Betero fez o anúncio quando os ministros do TSE começavam a julgar uma representação na qual a coligação que apoia a candidatura do tucano José Serra acusava o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a candidata Dilma Rousseff, o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência, Franklin Martins, e a diretora-presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Tereza Cruvinel, de divulgarem feitos do governo federal no programa, transmitido pelo rádio.

De acordo com a coligação, isso desrespeitaria a legislação eleitoral, que proíbe os agentes públicos de praticarem condutas que possam afetar a igualdade de oportunidades entre os candidatos. A coligação sustentou que o programa é veiculado em todo o País e tem grande repercussão em jornais e emissoras de televisão.

Segundo a coligação, no programa de segunda-feira, os acusados teriam interferido diretamente no processo de sucessão presidencial. Conforme a coligação, o programa teria feito uma ampla divulgação da candidatura de Dilma Rousseff e de ações governamentais.

Tudo o que sabemos sobre:
SUSPENSÃOCAFÉ COM O PRESIDENTE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.