Nilton Fukuda/AE
Nilton Fukuda/AE

'Cadê esse tal de sigilo que não apareceu?', questiona Lula em comício

Em ato pró-Dilma, presidente questiona vazamento de declarações de renda de tucanos e ataca Serra: 'o bicho está com raiva'

Malu Delgado, de O Estado de S.Paulo,

04 de setembro de 2010 | 13h35

Em comício de apoio à candidata Dilma Rousseff (PT) na manhã deste sábado, 4, em Guarulhos, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou o uso eleitoral da quebra de sigilo de políticos tucanos pela campanha do candidato do PSDB, José Serra. Para o presidente, a exploração do caso, que colocou a filha de Serra, Verônica, como um dos alvos do vazamento, é jogo "rasteiro" da oposição.

 

"O bicho anda com uma raiva eu não sei de quem. O programa está pesado, está baixando o nível, está rasteiro. É próprio de quem não sabe nadar, cai na água e fica se debatendo até morrer afogado", disse o presidente ao comentar a propaganda eleitoral de Serra, que nos últimos dias passou a criticar a quebra de sigilo de sua filha na TV. "Ninguém precisa tentar transformar a família em vítima. Cadê esse tal de sigilo que não apareceu até agora? Cadê esse vazamento? Mentira tem perna curta", questionou.

 

Lula acrescentou que quando os adversários começam a procurar culpados para seu próprio fracasso, é "evidente" que a campanha não vai bem. Para o presidente, a "loucura" dos tucabnos é o êxito de seu próprio governo, liderado por um torneiro mecânico.

 

Veja Também

linkPT-SP nega que  procurador da filha de Serra seja filiado

linkSerra diz que em janeiro avisou Lula de 'armação'

linkTucano 'lança factoide todo dia', afirma Dilma

linkNo rádio, Alckmin critica PT por quebra de sigilo de Verônica Serra

linkPivô da violação do sigilo fiscal da filha de Serra era filiado ao PT

linkApós denúncia, contador desaparece de escritório

linkNo rádio, Alckmin critica PT por quebra de sigilo de Verônica Serra

linkNúmero de vítimas é ''muito maior'', diz Mantega

linkSerra cobra apuração isenta da PF sobre quebra de sigilo

linkLula usa tipoia para amenizar tendinite

 

"É por isso que nosso adversário está nervo, mas o importante é que o povo não gosta de ligar a televisão e ver gente nervosa", ironizou.

 

O discurso foi marcado por uma mudança de tom do presidente, que voltou a pedir votos para Dilma e para o candidato do PT ao governo de São Paulo, Aloizio Mercadante. Nos comícios anteriores, os petistas já tratavam Dilma como eleita no primeiro turno.

 

Avó. Dilma não compareceu a comício, pois estaria em Porto Alegre para acompanhar o nascimento de neto. O ato com a presença do presidente Lula foi divulgado na última quinta-feira, pela assessoria de Dilma, e mencionava a participação da presidenciável. A ausência da candidata foi justificada pelo mestre de cerimônia do evento como uma "causa lindíssima", de uma "mãe dedicada".

 

A candidata do PT ao Senado por São Paulo, Marta Suplicy, também criticou o uso do caso pela campanha de Serra. "Quem está na frente tem que estar blindado", disse, acrescentando que os paulistas, que eram chamados de conservadores, vão votar no PT e eleger Dilma e Mercadante.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.