Cadastramento para cesta básica atrai 1,5 mil e causa tumulto

O cadastro para receber, durante 12 meses, uma cesta básica do projeto Alimenta São Paulo, do governo do Estado, atraiu mais de 1.500 pessoas nesta quarta-feira e provocou muito tumulto.A discussão começou após a entidade avisar que depois das 17 horas não iria atender mais ninguém. Mas ainda havia cerca de 1.200 moradores aguardando na fila. Revoltados, alguns tentaram forçar a entrada no prédio. "O problema não é nosso. Vai reclamar com o governo", disse uma das organizadoras do cadastramento, respondendo às queixas de Valete da Silva, de 46 anos, que estava desesperada na fila."Andei quase duas horas, esperei sete horas e, agora, me mandam embora sem nenhuma explicação", disse, carregando as duas filhas. Ela está desempregada há dois anos e vive graças à ajuda de vizinhas. A polícia foi chamada para controlar a multidão.

Agencia Estado,

16 de julho de 2003 | 21h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.