Estadão
Estadão

'Cada vez mais tenho interesse em participar da eleição', diz Datena

Apresentador de TV apareceu em empate técnico pelo segundo lugar na disputa à Prefeitura de São Paulo e negou boatos de que já teria desistido de concorrer ao cargo

Ana Fernandes, O Estado de S. Paulo

03 Novembro 2015 | 14h46

São Paulo - Depois de aparecer em empate técnico pelo segundo lugar na preferência dos paulistanos na corrida à Prefeitura, o apresentador José Luiz Datena (PP) disse ao Broadcast Político, serviço em tempo real da Agência Estado ter cada vez maior interesse em participar do pleito no ano que vem. "Quem vier em segundo depois do (Celso) Russomanno tem boas chances de ganhar. Cada vez mais tenho interesse em participar da eleição", disse em entrevista por telefone. O apresentador está em férias no exterior.

Datena negou boatos que vêm circulando no meio político de que ele já teria desistido de concorrer ao cargo de prefeito da capital paulista. "Sou pré-candidato, isso já está fechado (com o PP). Poderia 'desfechar', mas não é o caso agora", afirmou. Nos bastidores políticos em São Paulo, integrantes de legendas como PT, PSDB e PMDB comentam que Datena não teria interesse real em entrar na política pois tem altos salários como apresentador de TV. "Tem político que ganha muito bem, evidente que eu não aceitaria participar de nenhum tipo de esquema que eles fazem. Mas acho que os caras estão é um pouco assustados", disse, referindo-se ao seu bom posicionamento nas pesquisas.

Segundo levantamento do Datafolha, o deputado federal Celso Russomanno (PRB) aparece isolado em primeiro lugar, com 34% das intenções de voto. Em segundo vêm, em empate técnico, Datena, com 13%, a senadora Marta Suplicy (PMDB), com 13%; e o prefeito Fernando Haddad (PT), com 12%. Depois, aparecem Marco Feliciano (PSC) e João Doria Junior (PSDB) com 3%. Em um segundo cenário, Russomanno também aparece na liderança, com 34%, seguido por Marta, com 13%, Datena e Haddad com 12% cada, Feliciano com 5% e o vereador Andrea Matarazzo (PSDB) com 4%.

Apesar de reforçar o interesse em disputar as eleições de 2016, Datena disse que não está "pensando nisso" agora, por estar de férias. Datena afirmou considerar que, apesar de despontar nas pesquisas, Russomanno "dificilmente" será eleito. O pepista - Datena se filiou em setembro, já se apresentando como pré-candidato - disse ainda simpatizar com Marta Suplicy. "Eu gosto da Marta", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.