Fernando Gallo/Estadão
Fernando Gallo/Estadão

Cachoeira é internado em Goiânia

Segundo boletim médico, contraventor apresenta desidratação, estresse e sinais de depressão

Rubens Santos, especial para O Estado - atualizado às 16h15

26 de novembro de 2012 | 09h52

O contraventor Carlinhos Cachoeira está internado desde a noite desse domingo, 25, no Hospital Neurológico de Goiânia. De acordo com boletim médico divulgado na manhã desta segunda-feira, 26, ele apresenta sinais de estresse e depressão.

O boletim afirma ainda que o bicheiro está com quadro agudo de problemas gastro-intestinais, comprometido pela perda de peso e desidratação. Ele deve continuar internado até quinta, 29, de acordo com o médico hematologista César Leite. "Ele já está se alimentando normalmente, mas está muito debilitado, devido a uma severa perda de peso - entre 18kg e 19 kg - além de desitratação, taquicardia supraventricular e síncope, que gera perda súbita da consciência", afirmou. "O estado dele é grave, cronicamente", avalia Leite.

Segundo o médico, Cachoeira tomou remédios controlados em excesso no período em que esteve preso e por essa razão vai precisar de acompanhamento psiquiátrico para superar a ansiedade. Além de estresse agudo, o contraventor foi diagnosticado ainda com sintomas de transtorno de conduta.

Cachoeira deixou a prisão na semana passada, após decisão judicial. Visivelmente abatido e mais magro, o bicheiro chegou a afirmar na sexta-feira, 23, que pretende falar sobre as acusações contra ele "na hora certa".  A jornalistas, se disse cansado da "perseguição da imprensa". "Estou sendo perseguido pelas ruas, no shopping, até onde vou cortar cabelo tem o cerco dos repórteres e das câmeras", reclamou. A exposição na mídia não tem poupado, segundo ele, os encontros com parentes ou a mulher, Andressa Mendonça.

Tudo o que sabemos sobre:
carlinhos cachoeira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.