Cabral eleva previsão de gastos com publicidade

O governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), que se prepara para concorrer à reeleição em 2010, triplicou a previsão de gastos com publicidade para este ano. Dados da execução orçamentária obtidos pelo Estado mostram que o governador fluminense reservou quase R$ 67 milhões para comunicação e divulgação em 2009.Em 2007 e 2008, Cabral previu gastos de pouco mais de R$ 20 milhões com publicidade e acabou ultrapassando os R$ 80 milhões com essas despesas no final dos exercícios. Neste ano, o governo já partiu de uma dotação inicial de R$ 66.985.337. Desse total, foram gastos R$ 10,41 milhões nos três primeiros meses do ano.O resultado pôde ser visto em anúncios em jornais do Rio e em comercial de TV veiculado em horário nobre nas últimas semanas, listando projetos de seu governo. No rádio, um comercial elogia seu plano de unidades de saúde de emergência, que têm colecionado filas.Anunciando uma "prestação de contas", as peças contrariam a promessa de Cabral que, ao tomar posse, afirmou que só gastaria com campanhas de utilidade pública. Era uma crítica indireta ao estilo do casal Garotinho, que no último ano da gestão de Rosinha (PMDB) gastou R$ 113 milhões com propaganda para exaltar suas obras.O incremento na publicidade pode estar ligado à tentativa do governador de superar os índices modestos de popularidade com que larga para a reeleição. Pesquisas divulgadas nas últimas semanas mostraram que a aprovação ao seu governo está abaixo de 40%.As sondagens de intenção de voto revelaram a força de potenciais adversários como Fernando Gabeira (PV) e Marcelo Crivella (PRB) e indicaram que os desafetos Cesar Maia (DEM), Anthony Garotinho (PMDB) e Lindberg Farias (PT) podem dificultar os seus planos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.