Cabral convoca ato público contra projeto dos royalties

O governador do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho (PMDB), convocou para o próximo dia 26 um protesto contra a aprovação pelo Congresso Nacional da nova lei de distribuição dos royalties do petróleo.

SERGIO TORRES, Agência Estado

13 de novembro de 2012 | 18h54

A iniciativa pode ser um indicativo de mudanças no relacionamento entre o governador e a presidente Dilma Rousseff. Até agora, Cabral Filho mantinha-se arredio a propostas de manifestações públicas apresentadas por auxiliares. Dizia sempre que aguardaria uma decisão da presidente. Cabe a Dilma a responsabilidade de sancionar ou vetar o projeto de lei de autoria do senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), aprovado no Congresso na semana passada.

Segundo o governador, se a presidente sancionar o texto, o Rio perderá até 2020 cerca de R$ 77 milhões referentes a dinheiro do royalties da exploração petrolífera em seu litoral. Rio e Espírito Santos, os principais Estados produtores, serão os mais prejudicados e deverão ir ao Supremo Tribunal Federal (STF) caso o projeto não seja vetado por Dilma.

De acordo com o governo fluminense, a concentração para o ato público será a partir das 14 horas em frente à Igreja da Candelária, no centro. A seguir, os manifestantes deverão sair em passeata em direção à Praça da Cinelândia.

Tudo o que sabemos sobre:
royaltiesRioprotesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.