Cabral cancela ida a Londres e diz se dedicar à Rio+20

Em meio à polêmica sobre suas relações com a construtora Delta, o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), cancelou viagem a Londres. Sua presença era prevista em evento realizado na terça-feira à noite pela Câmara de Comércio Brasileira no Reino Unido e constava do programa distribuído pela organização.

DANIELA MILANESE, CORRESPONDENTE, Agência Estado

16 de maio de 2012 | 09h06

Em um vídeo gravado na véspera, em inglês, Cabral disse que não pôde comparecer ao jantar de gala em razão da organização da Rio+20, a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, que será realizada entre 13 e 22 de junho na capital fluminense.

O governador foi representado pela secretária estadual de Esporte e Lazer, Marcia Lins, que entregou o prêmio de "Personalidade do Ano" ao presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman. Também foi premiado o presidente do Comitê Organizador de Londres 2012, Sebastian Coe.

Recentemente, surgiram críticas sobre as viagens de Cabral ao exterior, após a divulgação de fotos nas quais ele aparece jantando em restaurante de luxo com o empresário Fernando Cavendish, ex-presidente da Delta, atualmente sob investigação por envolvimento com o contraventor Carlos Augusto Cachoeira. As imagens, de 2009, foram divulgadas pelo ex-governador Anthony Garotinho (PR).

Tudo o que sabemos sobre:
Cabralviagemcancelamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.