Cabos eleitorais do PMDB chegam em caravana a Campos

No fim da manhã, agentes da Polícia Federal em Campos advertiram militantes do PMDB vindos da capital fluminense em ônibus que fariam uma manifestação na cidade em favor do presidente regional do partido, Anthony Garotinho. Segundo o delegado chefe da PF, Carlos Pereira, o grupo era liderado pelo secretário de Ação Social do Estado, Fernando William. "Eram três ônibus, que foram abordados e conduzidos para a delegacia. Nenhuma pessoa era eleitora de Campos. Eles não estavam cometendo nenhum crime, mas foram avisados que não poderiam organizar atos que influenciassem o pleito", disse o delegado. Um grupo em outro ônibus, liderado pela prefeita eleita de Magé, Núbia Cozzolino (PMDB), também foi advertido pela PF. "Eu vim para ajudar porque vi na TV a perseguição contra Garotinho. Devo a ele e a Deus minha eleição. Mas ele nem sabe que estou aqui", defendeu-se Núbia. Um jovem de 19 anos e uma menor, de 16, foram detidos numa escola do distrito de Guarus tentando votar com títulos de terceiros. O rapaz confessou que recebeu orientação para votar no candidato Geraldo Pudim (PMDB), que disputa a eleição com Carlos Alberto Campista (PDT).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.