Burocracia impede notificação de Dirceu pelo STF

O deputado cassado e ex-ministro da Casa Civil José Dirceu não foi notificado nesta sexta-feira durante a visita que fez ao Supremo Tribunal Federal (STF) por uma questão burocrática a ser cumprida nessas situações, sob pena de se anular um procedimento. Conforme informações do STF, a notificação somente poderia ter ocorrido se, junto com José Dirceu, estivesse um de seus advogados.Dirceu e um dos advogados deveriam ter ido à secretaria do STF para receber a notificação e as cópias do inquérito. Como eles não foram à secretaria, o ministro Joaquim Barbosa - relator do processo do mensalão no STF - teve de dar um despacho no qual prevê mais procedimentos burocráticos que podem demorar para ser executados.José Dirceu esteve no gabinete de Joaquim Barbosa para comunicar que mudou de endereço residencial e comercial. A intenção inicial do ex-ministro era ter uma audiência com o ministro Joaquim Barbosa. Uma sondagem prévia foi feita por telefone. Mas funcionários do gabinete do ministro do STF informaram que ele tem o hábito de não receber pessoas que são partes em inquéritos ou ações. Diante da negativa, José Dirceu foi pessoalmente ao STF e comunicou a um funcionário da recepção do gabinete de Barbosa os seus novos endereços, numa demonstração de que está à disposição da Justiça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.