Bula de remédio terá letra grande e informações simples

Dentro de dois anos, as bulas de medicamentos no Brasil terão letras maiores e informações mais simples. O primeiro passo para essa mudança é o projeto E-bulas que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) está apresentando hoje às indústrias farmacêuticas no Rio de Janeiro. O objetivo da agência reguladora é tornar as informações mais adequadas, tanto para o paciente quanto para o profissional de saúde, de forma a contribuir para o uso responsável dos medicamentos. Pelo E-bulas, resultado do convênio entre a agência e o Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde, a atualização das bulas deixará de ser em papel e passará a ser eletrônica. A principal vantagem será a diminuição do tempo necessário para validação e análise dos textos pela Agência. Além disso, o sistema se relacionará com bases de dados científicos internacionais e apresentará o histórico completo das alterações e atualizações dos textos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.