Buarque pede afastamento de Sarney da presidência

O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) pediu hoje o afastamento do senador José Sarney (PMDB-AP) da presidência da Casa por 60 dias, até que todas as denúncias contra o Senado sejam apuradas. "Espero que ele se afaste e passe o cargo para o vice-presidente do Senado (senador Marconi Perillo)", afirmou Buarque em discurso no plenário. A avaliação do senador é de que as denúncias estão sendo apuradas em ritmo muito lento.

EUGÊNIA LOPES, Agencia Estado

22 de junho de 2009 | 19h15

O presidente do Senado é citado entre os parlamentares cujos parentes teriam sido beneficiados por atos secretos que determinaram criações de cargos, nomeações e aumentos salariais, conforme reportagem publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo no dia 10. Entre os parentes de Sarney citados no caso estão uma cunhada, um neto, uma nora e duas sobrinhas.

Tudo o que sabemos sobre:
atos secretosSarneyCristovam Buarque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.