Brizola e Ciro debatem união com Itamar

O ex-ministro da Fazenda Ciro Gomes e o presidente nacional do PDT, Leonel Brizola, voltaram a discutir hoje, no Rio, uma possível aliança com o governador de Minas Gerais, Itamar Franco (PMDB), nas eleições presidenciais de 2002. Fortalecida pela crise que envolve as duas pré-candidaturas - Itamar desistiu de concorrer a presidente nacional do PMDB e Ciro Gomes caiu nas pesquisas -, a possível união será discutida pelos três nos próximos dias, segundo Brizola.Brizola e Ciro Gomes recusaram-se a comentar uma possível renúncia de Itamar à candidatura a presidente da República, que poderia abrir espaço para o apoio ao pré-candidato do PPS. Segundo os dois, só Itamar poderia abordar o assunto, uma vez que a atitude de renunciar seria um ato pessoal.Os dois uniram-se também nas críticas ao governo federal, segundo eles, responsável por uma forte interferência no PMDB para impedir a candidatura do governador de Minas Gerais. "É um processo de corrupção da vida partidária", declarou Brizola.Eles também atribuíram a "intrigas estimuladas por setores governamentais" o noticiário recente sobre discordâncias passadas que distanciaram os três. "As divergências do passado são insignificantes diante de nossas responsabilidades no processo eleitoral do ano que vem", disse Brizola.Ciro e Brizola também analisaram a hipotética candidatura do ministro da Fazenda, Pedro Malan, a presidente. Para Brizola, Malan não tem unanimidade nem mesmo entre os empresários e fixa o apoio, basicamente, no capital estrangeiro e a empresários brasileiros associados a ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.