Brindeiro critica MP do Pará

O procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, voltou a culpar o Ministério Público do Pará por não ter apurado o desvio de recursos do Banpará. "A responsabilidade é de quem não apurou na época", disse Brindeiro, que, recentemente, descartou a possibilidade de investigar o envolvimento do presidente do Congresso, Jader Barbalho (PMDB-PA), nas irregularidades.Na semana passada, Brindeiro decidiu arquivar o caso, por considerar que não há fatos novos nem provas que justifiquem a reabertura das investigações criminais. Brindeiro concluiu que, se existissem indícios da participação de Jader nas irregularidades, o caso também não poderia ser reaberto, porque os supostos crimes já estariam prescritos.Hoje, Brindeiro disse que nem o Ministério Público nem a Polícia são obrigados a requisitar a abertura de inquéritos. Ele afirmou que para pedir a abertura de inquéritos seriam necessários fatos novos. Brindeiro disse que, diante desse quadro, está tranqüilo, porque considera que cumpriu o seu dever.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.