Brigada Militar estima entre 8 e 10 mil manifestantes em Porto Alegre

Número divulgado nesta tarde é maior do que o estimado pelos próprios organizadores, que falaram em 5 mil pessoas

Gabriela Lara, correspondente, O Estado de S. Paulo

12 Abril 2015 | 15h40

Porto Alegre - A Brigada Militar (BM) estima que entre 8 mil e 10 mil pessoas estejam reunidas no Parque Moinhos de Vento, na capital gaúcha, para participar do protesto contra o governo federal. De acordo com o tenente coronel Mário Ikeda, trata-se de uma projeção parcial e pode ser revista mais à frente. No início da tarde, o Movimento Brasil Livre (MBL), um dos organizadores da manifestação, tinha uma estimativa de público mais modesta, de 5 mil participantes. 

O ato conta com dois carros de som onde puxadores entoam músicas contrárias ao PT e à gestão da presidente Dilma Rousseff. O grupo é a favor do impeachment. "Estamos na rua para derrubar o PT", diz o trecho de uma das musicas. 

Entre o público há pessoas de todas as idades, a maioria vestindo verde e amarelo. Muitas levam a bandeira do Brasil e cartazes contra a corrupção. 

Intervenção militar. Um grupo menor, que defende a volta das forças armadas ao poder, saiu em caminhada há pouco, depois de ficar concentrado a cerca de 300 metros da multidão. Os pró-militares, que inicialmente eram cerca de 50, agregaram novos adeptos à caminhada, que no momento reúne cerca de 200 pessoas.

A Brigada Militar está escoltando o grupo minoritário, que foi hostilizado pelos líderes do MBL e do Vem pra Rua, favoráveis à manutenção da democracia.

Mais conteúdo sobre:
protestosDilma Rousseff

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.