Briga entre segurança e cinegrafista tumultua evento de Serra em São Bernardo

SÃO BERNARDO - A caminhada de campanha do candidato do PSDB à sucessão presidencial, José Serra, realizada nesta terça-feira, 10, em São Bernardo do Campo (SP), começou com uma briga. Cinegrafistas se aglomeravam em uma lanchonete na Praça da Matriz para registrar o tucano tomando café com leite em um balcão. Pelo menos dois dos profissionais subiram no balcão para fazer as imagens do presidenciável. Os seguranças de Serra pediram que eles descessem. Como não houve acordo, um dos cinegrafistas, Wellington Gouveia, da TV Bandeirantes, acabou sendo puxado do balcão com uma chave de braço aplicada pelo ajudante de ordens do candidato do PSDB, Vinicius Paulino. Neste momento, começou o empurra-empurra e a confusão no local, lotado por jornalistas, políticos e cabos eleitorais. Neste momento, Serra foi levado para os fundos da lanchonete.

Carolina Freitas, de O Estado de S.Paulo

10 de agosto de 2010 | 17h44

 

Ao justificar o motivo de ter puxado o cinegrafista do balcão, Paulino argumentou que Gouveia havia lhe dado um chute no peito e, por isso, aplicou-lhe o golpe. Já o cinegrafista negou ter agredido o segurança: "Eu fui puxado do balcão pelas costas e imobilizado por ele." Antes da briga, foi quebrada uma estufa de alimentos no local e houve um problema na rede de energia elétrica, deixando o local na penumbra. Os prejuízos pela estufa quebrada serão ressarcidos pela campanha do candidato a senador pelo PSDB, Aloysio Nunes Ferreira. Segundo a assessoria de Serra, um integrante da campanha de Aloysio saiu logo após a confusão para comprar uma nova estufa para o proprietário da lanchonete.

 

Após o imprevisto, Serra caminhou por mais um quarteirão, entrou em uma loja de chocolates e encerrou a caminhada em menos de 15 minutos. O candidato segue agora para uma clínica de reabilitação para dependentes químicos em São Bernardo do Campo.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleição 2010José Serrabrigaevento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.