Briga entre deputados vai parar no Supremo

A briga entre o presidente do Conselho de Ética da Câmara, Sérgio Moraes (PTB-RS), e o corregedor da Casa, Inocêncio Oliveira (PR-PE), foi parar no Supremo Tribunal Federal. Moraes ajuizou no STF ação em que acusa Inocêncio de crime de injúria, calúnia e difamação. Em maio, Inocêncio representou contra ele junto à Mesa da Câmara por não ter instaurado processo contra o seu colega Paulo Pereira da Silva (PDT).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.