Brazil Institute premia Gerdau e Zilda Arns

Instituição é ligada ao Woodrow Wilson International Center

Clarissa Oliveira, O Estadao de S.Paulo

23 de outubro de 2007 | 00h00

O presidente do Conselho de Administração do Grupo Gerdau, Jorge Gerdau Johannpeter, e a criadora da Pastoral da Criança, Zilda Arns Neumann, serão premiados esta noite pelo Brazil Institute, órgão criado pelo Woodrow Wilson Internacional Centers for Scholars para promover o debate de políticas públicas e o intercâmbio entre Brasil e Estados Unidos. Sediado em Washington, o Brazil Institute é dirigido pelo jornalista brasileiro Paulo Sotero, ex-correspondente do Estado. A premiação, que ocorrerá em um jantar no Hotel Unique, em São Paulo, tem por objetivo selecionar as personalidades que mais contribuem para o desenvolvimento brasileiro nas áreas de Serviço Público e Cidadania Corporativa. Zilda Arns foi escolhida como autora do melhor trabalho do ano na primeira categoria, enquanto a segunda área será representada por Gerdau. A versão brasileira do prêmio Woodrow Wilson Awards teve sua primeira edição no ano passado. Na ocasião, foram homenageados o jornalista Ruy Mesquita, diretor de Opinião do Estado, e o presidente da Embraer, Maurício Botelho, nas categorias Serviço Público e Cidadania Corporativa, respectivamente.As premiações deste ano serão entregues pelo presidente mundial da Alcoa, Alain Belda, e pelo ex-embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Anthony Harrington, ambos co-presidentes do Conselho Consultivo do Brazil Institute. No jantar, serão arrecadados recursos para a manutenção e expansão do instituto.O Woodrow Wilson International Center foi criado em 1968 pelo Congresso norte-americano, com o objetivo de reunir lideranças políticas, empresariais, civis e intelectuais no debate de políticas públicas. Hoje, a entidade sedia quase 800 reuniões e palestras por ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.