Marcos Corrêa/PR
Marcos Corrêa/PR

‘Brazil Forum UK’ discute governança ambiental na Amazônia

Governador do Pará, Helder Barbalho, está entre os presentes no painel; transmissão será às 17h nas plataformas do 'Estadão'

Redação, O Estado de S.Paulo

19 de junho de 2020 | 05h00

A quinta edição do Brazil Forum UK discute nesta sexta-feira, 19, como construir um Brasil ambientalmente responsável e socialmente justo, capaz de enfrentar as dificuldades de combate às mudanças climáticas no cenário pós-pandemia. O evento promovido pela comunidade de estudantes brasileiros no Reino Unido ocorre este ano por videoconferência e com transmissão exclusiva nas plataformas do Estadão.

O painel Governança Ambiental na Amazônia tem início às 17h e conta com quatro convidados: Adriana Ramos, do Instituto Socioambiental, Carlos Nobre, cientista e ganhador do Prêmio Nobel da Paz de 2007, o governador do Pará, Helder Barbalho, e Simone Karipuna, uma das Coordenadoras da Articulação dos Povos e Organizações Indígenas do Amapá e norte do Pará (APOIANP). A moderação será de Julia Bussab

O evento é gratuito e não necessita de inscrição. É possível acompanhar as discussões no portal estadao.com.br, nas redes sociais Twitter (@estadao) e Facebook e no canal do Estadão no YouTube

5ª edição

Com o tema “E agora, Brasil? Alternativas para os múltiplos desafios”, a quinta edição do Brazil Forum UK vai abordar em 11 painéis alguns dos problemas mais urgentes do País, incluindo temáticas como o futuro do Sistema Único de Saúde (SUS), as relações entre Brasil e China, as mulheres e a pandemia, além das novas ideologias e disputas políticas.

Na próxima segunda-feira, 22, o painel Ciência em Crise propõe ampliar o debate sobre o papel da ciência no desenvolvimento do País, a aproximação da academia e da sociedade e o futuro da produção científica brasileira. Falam no evento a biomédica Helena Nader, o reitor da Unicamp, Marcelo Knobel, o divulgador científico Pirula, e a socióloga Soraya Vargas Côrtes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.