Brasileiro se preocupa mais com roubo de cartão, diz pesquisa

Apenas 2% dos brasileiros dizem não se preocupar com a própria segurança em pesquisa de empresa dos EUA

BBC Brasil,

31 de outubro de 2007 | 11h40

Criminalidade urbana e roubo de cartões bancários são as principais preocupações dos brasileiros em relação à segurança, segundo uma pesquisa de opinião pública realizada em 14 países. A pesquisa, encomendada pela empresa americana de segurança de sistemas Unisys, ouviu 1,5 mil brasileiros de todas as classes econômicas em São Paulo e região metropolitana, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife, Fortaleza, Curitiba, Porto Alegre e Salvador. As entrevistas foram feitas em agosto de 2007 e, segundo o levantamento, 82% dos brasileiros ficam preocupados com a segurança pessoal quando caminham ou dirigem pela sua cidade, sendo que 43% se dizem extremamente preocupados. Apenas 2% disseram não se preocupar com a própria segurança ao transitar pela cidade.  O relatório, que é assinado pela firma americana de pesquisas International Communications Research (ICR), compilou as respostas para as 11 perguntas de segurança e elaborou um "índice de preocupação".  O Brasil atingiu índice de 188, de um total de 300 pontos, e foi o país com maior grau de preocupação entre os 14 pesquisados, seguido por Hong Kong (179 pontos) e Malásia (172). Os países com menor "índice de preocupação", segundo a IRC, foram França (83) e Itália (90).  No Brasil, o Rio de Janeiro foi a cidade que mais despertou preocupação entre seus habitantes - 46% dos entrevistados na cidade se disseram extremamente preocupados com criminalidade. Outras cidades com alto índice de "extrema preocupação" foram Salvador (45%), São Paulo (44%) e Recife (43%).  Além da criminalidade, roubo de cartões de crédito ou débito também foi um dos motivos de preocupação mais citados. Entre os entrevistados, 82% se disseram preocupados com este tipo de roubo e 47% afirmaram ficar "extremamente preocupados".  Os entrevistados foram ouvidos sobre 11 temas de segurança. Outros temas que despertaram preocupação entre os brasileiros foram segurança nacional (79%) e uso ou acesso não-autorizado de dados pessoais (79%).  Os temas que menos despertaram temores entre os brasileiros foram os relativos à segurança na Internet; 55% se disseram preocupados com vírus eletrônicos ou e-mails indesejados e 52% disseram ter receio de fazer compras ou operações bancárias pela rede.  Segundo o relatório, a baixa preocupação com Internet no Brasil "é razoável, já que a maior parte dos brasileiros não tem acesso a Internet". Com exceção do Brasil e dos Estados Unidos, a IRC só conduziu pesquisas em países da Europa, Ásia e Oceania. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
segurança públicaroubo de cartões

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.