Brasileiro retido em Taiwan deve voltar ao País

O menino brasileiro Iruan Ergui Wu, de cinco anos, que está retido há dois meses em Taiwan pelos familiares do pai morto, deverá retornar ao Brasil no prazo de uma semana a 10 dias. A informação foi transmitida hoje pelo diplomata Paulo Pereira Pinto, chefe do escritório cultural e comercial do Brasil em Taiwan, à avó do menino, Rosa Leocádia da Silva Ergui. O Itamaraty havia enviado, na segunda-feira, a carta rogatória, com a decisão da Justiça brasileira, pedindo a repatriação de Iruan.Apesar de os dois países não terem relações diplomáticas, as autoridades taiwanesas foram sensíveis ao caso. Pinto disse a Rosa, por telefone, que os tios do menino concordaram em liberá-lo. "Fiquei tão contente que até me esqueci de perguntar o motivo", afirmou a avó do menino, filho de uma brasileira com um taiwanês - os dois já estão mortos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.