Brasil vai pesquisar método pós-parto Mãe Canguru

O Brasil é o único país que adota o método Mãe Canguru - em que o bebê prematuro fica em contato direto e permanente com a mãe - como política pública de saúde. Tornou-se referência nesse tipo de atendimento, mas ainda enfrenta dificuldades para conhecer seus efeitos e ampliá-lo.Por isso, o Ministério da Saúde fará uma ampla pesquisa sobre o público atendido e os resultados do tratamento. Também será estimulada a realização de pesquisas científicas sobre o tema e comparações com o método tradicional de utilização de incubadoras.Todas as medidas deverão ter respostas até o fim do ano que vem, quando o Brasil será sede de uma conferência internacional sobre o tema. Nesta terça-feira, especialistas de todo o País reuniram-se em um seminário sobre o método Mãe Canguru, hoje adotado em 268 maternidades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.