Brasil vai certificar todos os bois que exportar

O ministro da Agricultura, Pratini de Morais, disse há pouco, ao confirmar a suspensão do embargo imposto à carne brasileira pelos governos dos Estados Unidos e do Canadá, que a reabertura dos mercados desses dois países para o produto já começa nesta sexta-feira. O Canadá, no comunicado enviado pela Agência de Inspeção e Controle Alimentar, informou que estava retirando o embargo em função da visita da missão técnica do Nafta ao País, na semana passada. No mesmo documento, pede que o Brasil certifique os animais que forem exportados para o Canadá. Nessa certificação, deve constar que o animal é nascido e criado no Brasil, alimentado com pasto e que não come ração animal (farinha de carne e osso). Pratini disse que os EUA não fizeram a mesma solicitação, mas que, mesmo assim, o Brasil vai adotar esse procedimento daqui para frente, também em suas exportações para os EUA. "Estamos certos de que o Brasil não possui a BSE (doença da vaca louca), e podemos certificar o produto que vamos exportar para o mundo inteiro", afirmou Pratini.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.