Brasil testa novo remédio contra angina

A angina - dor intensa no peito provocada por problema cardíaco - está sendo tratada com umanova droga no País. Há um ano e meio cardiologistas e profissionais do Estado de São Paulo estão tratando a doença com a trimetazidina, droga que tem poucos efeitos colaterais. O resultado parcial dos testes será apresentado a seis mil profissionais, neste final de semana, em Campos do Jordão, no 23º Congresso Paulista de Cardiologia. A trimetazidina, desenvolvida por um laboratório francês é usada no tratamento de angina na Europa desde 1991. "Os testes até agora mostram uma grande eficiência da droga, que melhora o grau de limitação dos pacientes e mostra o fortalecimento do músculo cardíaco", disse o médico DikranArmaganijan, chefe do serviço de cardiopatia crônica do Instituto Dante Pazzanese.O médico, que integra um dos três grupos de estudo da droga em São Paulo, diz que os pacientes ficam livres da dor no peito, provocada pela angina e apresentam considerável melhorana isquemia (falta de oxigenação no coração). Além do Instituto Dante Pazzanese, estudam o novo medicamento, o Instituto do Coração (Incor) e a Escola Paulista de Medicina. "São 90 pacientes que se viram livres dos efeitoscolaterais causados pelos medicamentos de ação hemodinâmica", afirma Armaganijan. Isoladas, as drogas hemodinâmicas, que compõem os tradicionais remédios usados no tratamento das doenças cardíacas, causam efeitos colaterais como edemas, dores de cabeça, alterações no batimento cardíaco, reações alérgicas e queda de pressão arterial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.