Brasil tem déficit de 4 mil leitos de UTI

As mortes de pacientes no Ceará evidenciaram um problema que há anos vem se avolumando no País: a deficiência de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Pelos cálculos da Confederação Nacional de Saúde, há um déficit de cerca de 4 mil vagas."Pode parecer um número pequeno, mas é importante lembrar que são pacientes que não podem esperar na fila", observa o presidente da confederação, Olympio Tavora Correa. As deficiências maiores estão concentradas nas Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.O déficit representa uma bomba-relógio, que pode explodir a qualquer hora, com novas ondas de mortes como as 38 ocorridas em pouco mais de um mês no Ceará.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.