Brasil tem a sexta maior reserva de urânio do mundo

O Brasil tem hoje a sexta maior reserva de urânio do mundo e apenas 30% do País foi prospectado ? o que explica o interesse da China no minério brasileiro. Desde 1985, não são feitas novas sondagens para detectar as reservas. Atualmente, o País extrai apenas o minério necessário para o abastecimento das Usinas Nucleares de Angra 1 e 2. A estatal Indústrias Nucleares do Brasil (INB), responsável pela fabricação do elemento combustível que abastece as usinas, tem capacidade de produzir 400 toneladas por ano de yellowcake, como é chamado o urânio purificado e concentrado sob a forma de um sal de cor amarela. Esse material segue para o Canadá, onde é transformado em gás hexafluoretano. De lá, segue para enriquecimento pelo consórcio Urenco, que reúne Alemanha, Holanda e Inglaterra. O Brasil desenvolveu tecnologia para o enriquecimento do urânio, que deve começar a ser testada em outubro. A expectativa é de que o País alcance a auto-suficiência a partir de 2014, mas para isso depende de recursos que permitam a construção de quatro módulos com 10 cascatas cada (conjuntos de ultracentrífugas).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.