Brasil se ausenta de sessão na Suíça sobre palestinos

Heráclito Fortes nega importância ao episódio, pois delegação brasileira já decidira por voto de abstenção

Jamil Chade, GENEBRA, O Estadao de S.Paulo

17 de outubro de 2008 | 00h00

O presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI), foi à Suíça para a reunião anual da União Interparlamentar (UIP), que reúne políticos de mais de 100 países, mas não compareceu a uma importante sessão que decidiria sobre a aceitação de deputados palestinos no grupo. Na manhã da quarta-feira, quando o tema estava em discussão, ele foi até Lausanne, para conhecer a cidade.De volta a Brasília, ontem, o senador alegou que a ausência no encontro não teve a menor importância. "Na véspera, a delegação brasileira decidiu que nosso voto seria de abstenção naquele assunto. Assim, estar lá ou não daria no mesmo." Heráclito disse ainda que na véspera trabalhou o dia inteiro em outra reunião "mais importante" em que se discutiu a questão do etanol na Amazônia. "Lá havia uns 40 países, foi um debate muito bom."Neste ano, o Senado já aprovou 58 requerimentos de viagens ao exterior. Em uma delas, Eduardo Suplicy (PT) foi aos EUA falar sobre projeto de renda mínima para o Iraque. O próprio Heráclito esteve em outra que visitou Jamaica, Haiti, Panamá e República Dominicana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.