Brasil saúda acordo entre EUA e Rússia sobre Síria

O Ministério das Relações Exteriores publicou nota saudando a adesão da Síria à Convenção sobre a Proibição de Armas Químicas (CPAQ). "Como um dos signatários originais da Convenção, o Brasil espera que a acessão da Síria à CPAQ impulsione a universalização desse instrumento e leve à consecução do objetivo de um mundo livre de todas as armas químicas", diz o MRE em nota.

AE, Agência Estado

14 de setembro de 2013 | 21h17

O Itamaraty também saudou o acordo alcançado pelos Estados Unidos e pela Rússia para a eliminação das armas químicas sírias. "O Governo brasileiro confia em que tais medidas contribuirão significativamente para emprestar novo vigor à busca de uma solução negociada e para atender às legítimas aspirações da sociedade síria."

Ainda de acordo com o Ministérios, "o Brasil reitera seu inequívoco apoio ao Representante Especial da ONU e da Liga Árabe, Lakhdar Brahimi, e à realização de nova conferência internacional sobre a Síria, para cujo êxito continua pronto a contribuir."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.