Brasil quer investigar morte de estudante na Bolívia

A Procuradoria-Geral da República no Acre pediu instauração de inquérito na Polícia Federal para investigar a morte da estudante Luzia Maria Costa, de 19 anos, cujo corpo foi encontrado há cinco dias num matagal na cidade boliviana de Cobija, na fronteira com Brasiléia (238 quilômetros de Rio Branco).O procurador Marcus Vinicius Aguiar suspeita de tráfico de mulheres. No ano passado, a secretária de Segurança Salete Maia esteve em Cobija, inspecionando a boate Las Poderosas, suspeita de facilitar a prostituição de brasileiras. Nada foi descoberto, mas o Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente de Rio Branco não descarta a possibilidade de menores estarem sendo levadas para prostíbulos bolivianos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.