Brasil prepara contra-ofensiva da carne

O governo brasileiro prepara uma contra-ofensiva para rebater os estragos nas exportações, causados pela suspensão da importação de produtos bovinos.A idéia é montar um programa de valorização da carne brasileira. Estão sendo planejados eventos internacionais com o objetivo de demonstrar que os bovinos brasileiros são saudáveis. "A prioridade é que a carne brasileira entre no mercado internacional, e o primeiro passo para isso é certificar a qualidade do produto", disse o chanceler brasileiro, Celso Lafer.A estratégia para evitar o "efeito cascata" no mercado internacional, com outros países suspendendo a compra do produto brasileiro, foi tema de uma série de reuniões ocorridas nesta terça-feira e ontem. O temor do governo é de que a atitude do Canadá e dos EUA acabe interrompendo a trajetória de crescimento do Brasil como fornecedor do produto no mercado internacional. Atualmente, o País é responsável por 15% do abate mundial de bovinos. A cada ano, são abatidas 30 milhões de cabeças, de um rebanho de 170 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.