Brasil precisa da CPMF agora, diz Alencar

O vice-presidente José Alencar defendeu hoje a aprovação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) pelo Congresso e disse que o País não pode abrir mão do imposto. "O Brasil precisa desse imposto agora. Então, ainda que nós não gostemos dele, nós temos que aprová-lo agora", declarou Alencar, após a cerimônia de assinatura de um convênio entre governo federal e do Rio de Janeiro, no Planalto, para a realização da obra do arco rodoviário do Estado. Alencar ainda criticou os que condenam a CPMF achando que, com isso, obterão apoio popular. "É um tema que muitas pessoas pensam que é uma estratégia popular que vai contra, mas se fosse assim, como é que a gente ia explicar a popularidade do presidente Lula, que é a favor desse imposto e tem a maior popularidade que já se tem notícia no País?", disse. "O povo sabe que ele (o presidente Lula) não é contra alguma coisa que o Brasil precisa."Questionado sobre a estratégia que está sendo adotada pelo governo para aprovar o tributo, Alencar explicou que "o governo está disposto a fazer naturalmente alguma transigência, porém dentro de um critério que não veja outra coisa senão o interesse do consumidor e o interesse do País". Sobre a possibilidade de melhorar a proposta para obter os votos da oposição, Alencar declarou: "nada se faz para a oposição, se faz para o contribuinte, para o Brasil".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.