Brasil perdoa dívida de Moçambique de US$ 315 milhões

O governo brasileiro vai perdoar 95% da dívida de Moçambique. O contrato de reestruturação da dívida foi assinado no Palácio do Planalto, em cerimônia em que estiveram os presidentes do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e de Moçambique, Joaquim Chissano. A dívida de Moçambique com o Brasil é de US$ 331 milhões, dos quais o Brasil perdoará US$ 315 milhões. Segundo o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, essa medida faz parte de uma iniciativa de países membros de organismos multilaterais para ajudar a recuperação da economia moçambicana. Segundo o ministro, o perdão da dívida não terá efeito sobre o endividamento do Brasil, porque o país não contava com o recebimento do dinheiro. A dívida é proveniente de contratos de financiamento de exportação de produtos e serviços brasileiros para aquele país. Além do refinanciamento da dívida, foram assinados mais quatro acordos: um para cooperação entre Brasil e Moçambique na área de segurança pública, outro na área de combate à discriminação e promoção da igualdade racial, um terceiro na área de comunicação social e o último na área de formação de pessoal especializado em prisões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.