Brasil já produz ?chuvisco? de conhecimento, diz FHC

O presidente Fernando Henrique Cardoso disse, nesta quinta-feira, que a produção científica brasileira já constitui pelo menos um ?chuvisco de conhecimento? no cenário internacional, onde o País responde por 1,4% dos trabalhos publicados, ocupando a 17ª posição no ranking científico.A declaração foi feita na entrega Prêmio Jovem Cientista, no Palácio do Planalto. Fernando Henrique destacou que o Brasil forma 6 mil doutores por ano, número comparável ao de países como Canadá, Itália e Coréia.Observou, porém, que o resultado acaba parecendo uma ?gota d?água?, diante do tamanho do País e de sua população. ?Mas não é uma gota d?água. Pelo menos começa a ser uma chuva. Ainda não é de verão, mas já começa a haver uma chuva de conhecimento ou, pelo menos, um chuvisco de conhecimento internacional da produção científica brasileira?, afirmou o presidente.Em sua 17ª edição, o Prêmio Jovem Cientista teve como tema as novas tecnologias para a educação. O presidente disse que, até 2003, 13 mil escolas públicas de ensino médio e profissionalizante estarão equipadas com computadores e acesso à internet.Durante a premiação, Fernando Henrique quis prestigiar o ex-governador do Distrito Federal e ex-reitor da Universidade de Brasília (UnB) Cristovam Buarque (PT), que estava na platéia, chamando-o para entregar um troféu.Só que se confundiu, e chamou Cristovam no momento em que premiava um aluno da Unicamp e não da UnB. Nova confusão ao repetir o gesto, convidando a deputada federal Yeda Crusius (PSDB-RS) que, ao invés de entregar um prêmio a um gaúcho, condecorou um aluno da UnB.Além dos seis vencedores nas categorias graduados e estudantes, foram agraciados três alunos no 2º Prêmio Jovem Cientista do Futuro, criado para estimular estudantes de ensino médio.?Estamos lançando as sementes, as bases, os fundamentos de uma sociedade melhor, mais competente, com mais conhecimento e sobretudo com mais acesso a esse conhecimento?, disse o presidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.