Brasil importará energia da Argentina

A Aneel autorizou a empresa Energia do Sul Ltda (EDS) a importar 1.200 Mega Watts (MW) de energia elétrica da Argentina. Segundo diretor-geral da agência, José Mário Abdo, a importação será feita em duas etapas: 400 MW este ano e o restante até 31/7/2003. Abdo explicou que essa energia poderá chegar ao Estado de São Paulo usando as linhas de corrente contínua de Itaipu. Segundo ele, essa importação faz parte do plano conjuntural de aumento de oferta de energia para se evitar o racionamento no País. A EDS está estudando a possibilidade de antecipar para breve a importação dos primeiros 400 MW. Segundo Abdo, esse montante de energia equivale a uma economia de 0,5 ponto porcentual nos reservatórios que abastecem as geradoras de energia. Atualmente, os reservatórios da região Sudeste estão em 34,17% de sua capacidade máxima.O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) trabalha com porcentual de segurança de 49% para garantir o fornecimento de energia, sem riscos de cortes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.