Brasil fez o que todos fazem com o petróleo, diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu o novo marco regulatório para a exploração do petróleo em águas profundas, hoje, durante entrevista à imprensa francesa. De acordo com o presidente, a alteração das regras de partilha de lucro originário da extração do petróleo e a ampliação da presença do Estado, por intermédio da Petrobras e da recém-criada Petro-Sal, se deve ao fato de que não haveria riscos ligados à extração nos novos campos. "O Brasil fez o que todo mundo que tem petróleo já fez. Nós fazemos concessões de petróleo quando há risco. Mas quando não há mais risco, quando sabemos que o petróleo está lá - e a gente sabe que ele está lá -, então o Estado deve assumir a responsabilidade."

ANDREI NETTO, Agencia Estado

06 de setembro de 2009 | 19h02

Lula descartou que o Brasil aspire ingressar na Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep). "O Brasil não quer ser um exportador de petróleo bruto. O Brasil quer exportar derivados de petróleo", reiterou, afirmando que o País quer construir um grande parque petroquímico para refinar o óleo.

Valendo-se de uma questão sobre a fragilidade da educação no País, o presidente também relacionou os temas, prometendo investir o dinheiro arrecadado com o petróleo em desenvolvimento social. "O petróleo é a chance que o Brasil tem de garantir que ele pertence ao povo brasileiro e de que ele vai ser usado em favor do povo brasileiro."

Tudo o que sabemos sobre:
LulaPetro-Salpetróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.