Brasil fará consulta formal à OMC

O Brasil pretende fazer uma consulta formal ao Canadá na Organização Mundial do Comércio (OMC) a respeito do embargo à carne bovina como forma de pressionar por uma negociação. Foi o que informou nesta sexta-feira o chefe da área econômica do Ministério das Relações Exteriores, embaixador José Alfredo Graça Lima. Ele explicou que tal providência só será tomada se o embargo não for revogado até o final da próxima semana. ?Não pediremos uma compensação à OMC, mas o fato de levarmos a questão até lá pode induzir a uma negociação?, disse o embaixador. ?O embargo não se justifica nem como questão fitossanitária, nem como questão comercial.? Ele informou que ?já há elementos suficientes? para o Brasil questionar a atitude do Canadá. Graça Lima informou, também, que o Brasil pedirá a abertura de um painel (mecanismo para solucionar controvérsias) na OMC contra os subsídios oferecidos pelo Canadá na venda de aeronaves da Bombardier para a empresa Air Wisconsin. ?A decisão da OMC deu ao Canadá tanto a vantagem jurídica quanto a comercial, e isso precisa ser revertido?, disse o embaixador. Segundo explicou, esses subsídios estariam contrariando os acordos para subsídios da OMC. O pedido de painel será deverá ser discutido no dia 12 de março, quando haverá outra reunião da OMC.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.