Brasil exporta tecnologia Banco de Preços em HIV/Aids

O Ministério da Saúde divulgou que exportará a tecnologia do Banco de Preços em HIV/Aids (BPS) para nove países da América Latina e Caribe. Entre os dias 11 e 12 de novembro, técnicos de El Salvador, Paraguai, Costa Rica, México, Uruguai, Bolívia, Peru, Cuba e Equador serão capacitados em Brasília.O Programa Nacional de DST/Aids já treinou profissionais de cinco países (República Dominicana, Panamá, Colômbia, Argentina e Chile) em 2003. Com a nova adesão, 14 países utilizarão o banco de dados do governo brasileiro. O anúncio foi feito nesta terça-feira, durante a 8.ª Reunião do Grupo de Cooperação Horizontal da América Latina e Caribe, em São Paulo.O objetivo do sistema é reduzir os gastos com compras de medicamentos e outros insumos utilizados no tratamento de HIV/Aids. O Banco de Preços em HIV/Aids é um banco de dados disponibilizado por meio da Internet que compara preços de medicamentos, material médico-hospitalar, insumos e serviços utilizados no sistema de saúde. Além disso, é um instrumento regulador de mercado, que contribui para a transparência das ações governamentais na área de saúde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.