Brasil enviará mais soldados para o Timor Leste

O governo brasileiro vai enviar ao Timor Leste, na segunda quinzena de maio, mais 75 soldados do Exército, que se somarão aos 50 brasileiros que atualmente participam da Missão de Paz da Organização das Nações Unidas (ONU) naquele país. A decisão foi confirmada pelos ministérios das Relações Exteriores e da Defesa. A ampliação dapresença do Brasil no Timor responde a um apelo das autoridades timorenses que, em fevereiro, trouxeram a Brasília a preocupação com apossível infiltração de milícias vinculadas à Indonésia pela fronteira com o Timor Ocidental. Esse temor tornou-se mais forte depois da decisão da ONU de reduzir o contingente da Missão de Paz de 1.700 para 320 militares. Assim como os 50 brasileiros que já atuam no Timor Leste, o contingente adicional será composto por soldados do Batalhão de Políciado Exército do Distrito Federal, que são mais qualificados para o deslocamento rápido de uma região a outra. Todos os 125 militares deverão integrar a missão de 320 soldados da Força da Paz que será mantida pela ONU no país pelo período de um ano e cuja função será justamente a de patrulhar a fronteira com o Timor Ocidental e de conter possíveis distúrbios provocados pelas milícias, entre outras. Para tanto, todos passarão por um treinamento oferecido pelo ComitêInternacional da Cruz Vermelha (CICV) sobre os limites jurídicos e de direitos humanos à ação militar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.