Brasil envia US$200 mil às vítimas do furacão no Haiti e em Cuba

O governo brasileiro enviará 200 mil dólares ao Haiti e a Cuba para ajudar as vítimas do furacão Sandy, que deixou pelos menos 66 pessoas mortas na semana passada ao passar pelo Caribe, antes de atingir a Costa Leste dos Estados Unidos, anunciou o Itamaraty em nota nesta quinta-feira.

Reuters

01 de novembro de 2012 | 18h57

Para o Haiti, o governo enviará 100 mil dólares pela Embaixada do Brasil em Porto Príncipe para a compra de produtos locais e distribuição de insumos prioritários às vítimas do furacão, que provocou inundações generalizadas no sudoeste do país, com relatos de perigosos deslizamentos em algumas áreas.

Os recursos para Cuba, também no valor de 100 mil dólares, serão enviados por meio da Cruz Vermelha Internacional para a cooperação humanitária de caráter emergencial. O Sandy dizimou a colheita de café, prejudicou as comunicações, causou apagões e inundações, além de derrubar árvores e danificar ou destruir muitas casas.

Segundo o Itamaraty, o governo brasileiro também despachará no fim de novembro 25 mil toneladas de arroz pelo Programa Mundial de Alimentos (PMA) das Nações Unidas. O envio já estava programado antes do furacão, a fim de reforçar programas de segurança alimentar e nutricional.

"A doação também contribuirá para a amenização dos efeitos do furacão Sandy sobre a ilha", afirmou o Itamaraty.

Tudo o que sabemos sobre:
POLITICASANDYAJUDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.