Brasil envia caminhões-escola do Senac para Moçambique

O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) exportará para Moçambique, na África, o projeto da escola móvel em caminhões. Graças a um convênio de cooperação técnica internacional, o governo de Moçambique receberá a doação de uma unidade para cursos profissionalizantes na área de turismo e hospitalidade. O transporte da carreta será realizado pela Lachmann Logística, que patrocinará os custos da operação. O pedido foi feito pelo Ministro do Trabalho de Moçambique, Mário Savene, ao Ministro do Trabalho brasileiro, Jaques Wagner, durante a 91ª Conferência Internacional do Trabalho realizada em junho, na Suíça.A carreta onde funcionará a escola móvel é um modelo da Randon SR-FG do ano 2000, pesa 13,5 toneladas e possui 14 metros de comprimento. Na unidade móvel de ensino, é possível ministrar cerca de 40 cursos para a formação de guia de excursão, garçom, cozinheiro, barman, recepcionista de hotel e outros. A frota do Senac no Brasil é composta por 59 veículos que oferecem 300 tipos de cursos profissionalizantes. Em 2002, as carretas-escola passaram por 100 cidades em 25 estados, totalizando 23 mil atendimentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.