Brasil entrega à UE nova lista de fazendas que exportam carne

Relação servirá de base para vistoria de missão européia a partir da segunda-feira.

Márcia Bizzotto, BBC

22 de fevereiro de 2008 | 18h20

As autoridades brasileiras entregaram nesta sexta-feira à Comissão Européia (o órgão executivo da União Européia) uma nova lista de fazendas que estariam aptas para exportar carne para o bloco, com menos de 200 nomes, informou a porta-voz de Saúde e Proteção ao Consumidor da Comissão, Nina Papadoulaki."Nossos serviços estão agora examinando a lista, que veio acompanhada dos relatórios de inspeção de cada fazenda, e realizarão inspeções no Brasil para verificar se os estabelecimentos propostos respeitam os critérios europeus", disse Papadoulaki.A nova lista servirá de base para a missão do FVO (Departamento de Alimentação e Veterinária da União Européia), que avaliará os controles sanitários na produção da carne brasileira exportada para a Europa e decidirá quais e quantas fazendas poderão voltar a exportar ao bloco.A Comissão Européia não revela detalhes das inspeções, que terão início na segunda-feira, mas a BBC Brasil apurou que um total de seis veterinários, divididos em três equipes, será enviado ao país.ProcedimentoOs veterinários deverão visitar 30 fazendas, escolhidas aleatoriamente da lista de menos de 200 apresentada pelo governo brasileiro.Serão observados o número de animais em cada estabelecimento e o número de animais que constam no banco de dados do Ministério de Agricultura como aptos para exportação, além de procedimentos de criação do gado.Os veterinários observarão se todo o gado de cada fazenda possui uma marca de identidade aprovada pela União Européia e documentação registrando seus movimentos de entrada e saída nos estabelecimentos.Falhas no sistema brasileiro de rastreamento de gado, apontadas pela missão anterior da FVO, são a principal preocupação da União Européia em relação à carne que compra do país.As inspeções devem terminar no dia 11 de março, mas a equipe européia ficará no Brasil por mais três dias, reunindo-se com representantes do governo.PrazoDe acordo com os procedimentos habituais, o resultado de inspeções veterinárias demora mais de dois meses para ser divulgado. No entanto, um alto funcionário europeu afirma que este é um caso "excepcional"."Não queremos especular quanto tempo levaremos para ter uma decisão, mas certamente será mais rápido do que o habitual", afirmou à BBC Brasil. "Não esperaremos dois meses para levantar a proibição (das exportações)."A Comissão Européia suspendeu no final de janeiro a importação de carne do Brasil.Segundo a Associação Brasileira da Indústria Exportadora de Carne (Abiec), a medida representa um prejuízo de US$ 80 milhões por mês ao Brasil.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
carneunião européiauebruxelas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.