Brasil empresta urna eletrônica para o México

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai emprestar 150 urnas eletrônicas para o México e criar um sistema de votação para suas eleições de 6 de julho. O presidente do TSE, Sepúlveda Pertence, foi neste sábado para o México assinar o convênio de cooperação.As urnas eletrônicas serão usadas só como teste, ao lado das tradicionais, para que as autoridades mexicanas avaliem se vale a pena mudar de sistema. Nas últimas eleições paraguaias, o TSE já havia emprestado as urnas eletrônicas, mas para votação oficial. Em novembro será a vez da Argentina testar as urnas, em votação na província de Buenos Aires.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.