Andre Dusek/AE
Andre Dusek/AE

Brasil emerge como potência internacional, diz Patriota

Para chanceler, país está em destaque devido a avanços econômicos, sociais e políticos

Agência Brasil

10 de maio de 2012 | 11h48

BRASÍLIA - O ministro de Relações Exteriores, Antonio Patriota, disse nesta quinta-feira, 10, que o Brasil está emergindo como uma potência internacional pela primeira vez na História devido aos avanços econômicos e às conquistas sociais e políticas do país.

 

De acordo com Patriota, o País está em destaque no cenário mundial ao lado de nações consolidadas, como os Estados Unidos, a Grã-Bretanha e a China. "O Brasil emerge pela primeira vez como potência internacional em meio a potências já estabelecidas", disse Patriota, no início da audiência pública na Comissão de Relações Exteriores do Senado. "Isso merece ser sublinhado.

 

Segundo o ministro, a inclusão do Brasil entre as grandes potências foi possível devido ao avanço econômico, uma vez que o país ocupa o sexto lugar entre as grandes economias, assim como à redução da pobreza, à autossuficiência energética e aos esforços em busca de maior inserção mundial.

 

O chanceler lembrou que a política externa brasileira é "caracterizada por estabelecer relações de paz com todos os seus vizinhos". "Não só no plano regional, como mundial. É um país sem inimigos, livre de armas de destruição e que combate a discriminação racial", disse Patriota, que antes de se reunir com os senadores tomou café da manhã com os integrantes da Comissão de Relações Exteriores da Câmara.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.