Brasil elege a primeira mulher presidente, Dilma Rousseff

Apuração está mais atrasada no Nordeste, onde Dilma lidera com ampla vantagem

Gustavo Uribe e Gustavo Porto,

31 de outubro de 2010 | 19h50

A candidata do PT à sucessão presidencial, Dilma Rousseff, está matematicamente eleita a primeira mulher presidente do Brasil. Faltam cerca de 10 milhões de votos a serem apurados para encerrar a apuração em todo o País, segundo o especialista em pesquisa e marketing eleitoral Sidney Kuntz.

 

Com isso, levando em conta o índice de abstenção, nulos e brancos, o tucano José Serra teria de receber 100% dos votos daqui para a frente para se igualar com a petista.

 

Com 92,06% dos votos apurados, a petista registra 55,31% contra 44,69% do tucano. "A eleição está liquidada e Dilma é a nova presidente do Brasil", garantiu o especialista. Kuntz observou ainda que já acabou a apuração nos Estados com maior densidade populacional, onde Serra tinha a maior parcela dos seus votos.

 

A maioria dos votos que ainda falta apurar estão no Nordeste, onde a petista tem ampla vantagem sobre o tucano. Ao todo, de acordo com o site do TSE, já foram apurados cerca de 116 milhões de votos, de um total de 135 milhões. A abstenção foi de 234 milhões de votantes, ou cerca de 21,02%. Dois milhões votaram em branco (2,36% do total) e 4 milhões anularam o voto (4,42%)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.