Brasil e Colômbia se unem contra o narcotráfico

Os governos do Brasil e da Colômbia reafirmaram, nesta quarta-feira, a disposição de trabalhar em conjunto na região da fronteira entre os dois países para combater o narcotráfico e o crime organizado. O acerto foi feito durante encontro dos ministros das Relações Exteriores do Brasil, Celso Amorim, e da Colômbia, Carolina Barco. No fim da tarde, Carolina foi recebida pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.Em fevereiro, os ministros da Defesa da Colômbia, Brasil e Peru assinaram, em Tabatinga (AM), um memorando de entendimentos para combater a criminalidade nos rios que correm na região de fronteira desses três países. Outra medida que deverá intensificar as ações de combate ao crime organizado na região amazônica será o uso, pela Colômbia, dos dados que serão gerados pelo Sistema de Vigilância da Amazônia (Sivam) para controlar o espaço aéreo.No encontro, Amorim e Carolina conversaram também sobre a possibilidade de serem realizadas, em território brasileiro e sob mediação da Organização das Nações Unidas (ONU), negociações entre o governo colombiano e os grupos guerrilheiros existentes naquele país. A oferta foi feita em 2003 pelo governo brasileiro aceita pela administração colombiana, mas, até agora, não houve resposta dos guerrilheiros à proposta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.