Brasil e China fornecerão imagens de satélite para África

Brasil e China fornecerãogratuitamente a todo o continente africano imagens obtidas peloprograma de satélites CBERS, pelo qual lançaram três satélitesconjuntamente, o último em setembro. A iniciativa ajudará a aumentar a capacidade dos governos eorganizações africanas para monitorar desastres naturais,desmatamento, seca e desertificação, além de ameaças à produçãoagrícola e à segurança alimentar, informou o Ministério dasRelações Exteriores do Brasil. O projeto também "dará impulso à cooperação internacionalcom vistas a permitir o pleno compartilhamento de dados deobservação da Terra", relatou o ministério em um comunicadonesta quarta-feira. A distribuição de imagens para as nações africanas serápossível mediante a utilização de estações de recepçãolocalizadas na África do Sul, Quênia, e em localidades daEspanha e da Itália. O sistema de distribuição para as nações africanas estaráem pleno funcionamento no início de 2008. Brasil e China lançaram em setembro um terceiro satélitedesenvolvido conjuntamente, destinado a tirar fotografias dealta definição da superfície terrestre. Além de fornecer imagens de alta qualidade gratuitamente, oBrasil informou que também está comprometido a proporcionarprocessamento de software de imagens e outras ferramentas deinterpretação, assim como treinamento a usuários africanos quese interessarem. Ambos os países desenvolvem desde 1988 seu programaconjunto CBERS (Satélite Sino-Brasileiro de RecursosTerrestres), pelo qual lançaram dois satélites, em 1999 e em2003. O programa permite a produção de dados e imagens dosvastos territórios dos países a um custo reduzido. (Por Guido Nejamkis)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.