Brasil e Argentina desenvolverão satélite conjunto

As agências de atividades espaciais deBrasil e Argentina fecharam acordo para projetar, produzir elançar um satélite de observação do planeta com tecnologiasavançadas, informou o Ministério das Relações Exterioresbrasileiro. "Os principais objetivos da missão serão fornecerinformações globais das propriedades ópticas dos oceanos, comaplicações nas áreas de oceanografia e climatologia, emonitorar recursos naturais, com ênfase em prospecção mineral eproteção ao meio ambiente", informou o ministério em comunicadona noite de terça-feira. O acordo foi fechado após encontro realizado no Brasilentre autoridades da Agência Espacial Brasileira (AEB) e daComissão Nacional de Atividades Espaciais (CONAE), daArgentina. O satélite será baseado em uma plataforma de altodesempenho com capacidade de carga útil de até 800 quilos. O sensor óptico terá características tecnológicasinovadoras, cuja especificação preliminar prevê entre 15 e 25bandas selecionáveis dentro do espectro visível einfravermelho, informou o ministério. "Tais tecnologias contribuirão para a independênciatecnológica do Brasil e da Argentina com relação a sensores dequalidade espacial, cuja obtenção no mercado internacional estásujeita a restrições", acrescentou o comunicado. O novo satélite será o primeiro desenvolvido em conjuntopelos dois países. (Por Guido Nejamkis)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.