Brasil barra entrada de espanhóis após tensão entre países

Oito cidadãos espanhóis foramimpedidos de entrar no Brasil e mandados de volta para aEspanha após terem desembarcado no aeroporto internacional deSalvador, na Bahia, sem apresentar as garantias exigidas porlei para a imigração, informou nesta sexta-feira um funcionárioda Polícia Federal. O repatriamento, ocorrido na noite de quinta-feira,aconteceu um dia após um grupo de brasileiros ter sua entradana Espanha negada e ter sido retido no aeroporto enquantoaguardava um vôo de volta ao Brasil. O episódio irritou asautoridades brasileiras que ameaçaram adotar tratamento similaraos espanhóis que vêm ao país. Os brasileiros deportados têm desembarque de volta para opaís previsto para esta sexta-feira. Os espanhóis que tiveram a entrada no Brasil recusada--cinco homens e três mulheres-- foram mandados de volta para aEspanha por não terem apresentado dinheiro suficiente paraficar no Brasil e nem reservas em hotéis, entre outrosrequisitos exigidos pela lei, segundo o funcionário daimigração da PF no Aeroporto Internacional de Salvador. "Eles desembarcaram por volta de 21h30 e voltaram no mesmovôo, às 23h", disse à Reuters por telefone o funcionário da PF."Eles não preenchiam os requisitos para imigração." O Ministério das Relações Exteriores do Brasil informou naquinta-feira que estava examinando a adoção de medidas emresposta ao ocorrido com brasileiro na Espanha, "tendo emconta, inclusive, o princípio da reciprocidade", segundo notaoficial. O funcionário da PF informou que a recusa à entrada dosespanhóis se deu exclusivamente por questões imigratórias. De acordo com a nota divulgada pelo Itamaraty, a negativadada a brasileiros que tentam entrar na Espanha vêm serepetindo e o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim,já declarou ao seu colega espanhol estar "insatisfeito" comessas restrições e pediu "tratamento digno" aos brasileiros quepretendem entrar na Espanha. No grupo barrado esta semana na Espanha, estavam doisestudantes que participariam de um congresso em Lisboa,Portugal, e faziam escala em território espanhol. (Reportagem de Pedro Fonseca)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.